Medicamentos Leidiana Torres

Prednisona Para Que Serve? Quais quantidades devo tomar?

Todos precisamos estar atentos aos melhores remédios de uso geral, para o alívio de condições de saúde não graves. Se você ainda não conhece muitos desses remédios, não se preocupe. Vamos te ajudar aqui!

Hoje, vamos te apresentar um dos melhores remédios de venda livre do país: a prednisona. Esse tipo de medicamento pode ter usos múltiplos, como vamos descobrir a seguir. Confira antes de usar o remédio em casa.

O que é prednisona?

Prednisona Para Que Serve

Prednisona Para Que Serve

A prednisona é conhecida como um medicamento de base sintética, classificado como corticoide. Ele existe na forma oral e em comprimidos, sendo que essas duas categorias são vendidas em farmácias. Em hospitais, a prednisona também pode ser administrada por via venosa, ou seja, por meio de injeções.

É comum que tenhamos esse medicamento em nossas casas. Isso ocorre, pois a prednisona não precisa de receita para a retirada. Afinal, esse não é um remédio com fortes efeitos colaterais no paciente.

Você também pode usar esse tipo de medicamento como um remédio de uso secundário no alívio de sintomas, dores ou desconfortos depois de cirurgias. Os pacientes que recebem transplantes devem fazer o uso desse medicamento para que o risco de rejeição não seja elevado.

Agora que você já sabe o que é a prednisona, vamos entender um pouco mais sobre algumas informações aprofundadas, que você precisa ter para consumir esse remédio sem correr maiores riscos de saúde.

Para que serve prednisona?

São muitas as condições de saúde que podem ser tratadas ou ter sintomas amenizados pelo uso da prednisona. Para resumir um pouco, e tornar os seus conhecimentos mais práticos, podemos dizer que a prednisona tem a função de combater alergias, inflamações de maneira geral, doenças autoimunes e doenças hormonais.

Os tipos de inflamações mais tratados com prednisona, que apresentam os resultados mais promissores, são na garganta, no ouvido, no sistema pulmonar e respiratório e em condições oftalmológicas. É importante citar que, por seu efeito de combate a alergias, a prednisona também é usada no tratamento de urticária.

Para saber se você precisa usar o medicamento, é importante consultar um médico. Apesar de seus efeitos analgésicos, esse não é o remédio mais eficiente para combater a dor. Ele pode ajudar melhor se a causa da dor for uma inflamação.

Quais quantidades devo tomar

Não podemos afirmar uma quantidade única de prednisona que é recomendada para todos. Afinal, cada paciente vai usar o medicamento para tratar de uma condição de saúde. Geralmente, os pacientes que apresentam uma inflamação normal costumam tomar de 5 mg a 10 mg ao dia.

Você deve tomar o remédio no período da manhã, para condizer com o período do dia em que liberamos a maior quantidade de cortisol em nosso sangue, de modo natural. Isso acaba por potencializar a ação da prednisona.

Você pode tomar a prednisona por cerca de uma semana de maneira independente, para tratar de condições menos sérias de saúde. Para os pacientes que precisam de recuperação após transplante de órgãos, a dose recomendada varia de 20 mg a 60 mg. Mas cuidado, pois essas quantidades só devem ser tomadas com auxílio dos médicos.

Quem pode usar prednisona?

Geralmente, a prednisona é um medicamento que não traz problemas ao paciente, contanto que não seja tomada em quantidades maiores que o recomendado. Porém, se você tem alergia a algum dos componentes da fórmula do remédio, ou a qualquer medicamento corticoide, deve tomar mais cuidado, evitando o uso.

Mães em período de amamentação também devem evitar o contato com o medicamento, pois correm o risco de passar a substância para os bebês através do leite. É importante tomar cuidado, além disso, se você está grávida. O uso nesse caso deve ser autorizado pelo médico especializado na área.

Por fim, a prednisona não deve ser usada por pacientes que possuem tuberculose ou estão fazendo tratamento para essa doença. O que ocorre é uma situação de agravamento dessa doença logo após o uso da prednisona, mas ainda não há pesquisar determinando exatamente as razões.

Possíveis reações da prednisona

Primeiramente, para falar sobre efeitos colaterais, precisamos destacar que os medicamentos dessa classe possuem grande quantidade de efeitos na bula, mas raramente esses efeitos se tornam presentes na vida do paciente.

Podemos citar como principal efeito o ganho de peso por pacientes. Junto a isso, podemos colocar o aumento de níveis de colesterol, acúmulo de gorduras na região da face e aparecimento de estrias. Os distúrbios de crescimento também podem aparecer em crianças.

Vale informar que a prednisona pode causar irritação no sistema gastrointestinal. Por isso, o paciente pode desenvolver condições de gastrite e, em casos mais graves, uma úlcera. O risco de infecções a partir desses efeitos se torna bem maior.

Por fim, podemos citar alguns efeitos mais raros, como o aumento extremo na hipertensão e o desenvolvimento de diabetes por acúmulo de gordura.

Leidiana Torres

Sobre o autor | Website

Bacharel em Enfermagem e fundadora do Mente Sã Corpo São. Contato: leidianatdn@gmail.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.