Dieta Camila Camiran

O segredo para o emagrecimento permanente

Embora não seja agente principal de morte, a obesidade pode sim ser considerada um dos mais graves problemas de saúde atualmente, pois esta relacionada a inúmeras doenças como hipertensão, diabetes tipo dois, colesterol alto, apneia e depressão.  Côrtes et al. (2010, p. 375) defendem que “o sedentarismo é uma doença relacionada à modernidade e sua incidência vem aumentando nas últimas décadas”. Igualmente a, Pinheiro, Freitas e Corso (2004, p. 531) afirmam que “a obesidade é uma doença crônica e, como a maioria das doenças crônicas não transmissíveis, de difícil tratamento”

A obesidade é sinalizada hoje, por diversos estudos científicos, como o disturbo nutricional de maior expressão no mundo moderno. No Brasil, o Ministério da Saúde divulgou em 17 de maio de 2017, relatórios que mostram o aumento da obesidade em 60%. De acordo com a pesquisa feita uma em cada cinco pessoas no País está acima do peso. A prevalência da doença passou de 11,8%, em 2006, para 18,9%, em 2016. Os números fazem parte da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas, aplicada em todas as capitais brasileiras. As entrevistas foram realizadas de fevereiro a dezembro de 2016 com 53,2 mil pessoas maiores de 18 anos. Ainda sobre a pesquisa, “o diagnóstico médico de diabetes passou de 5,5%, em 2006, para 8,9%, em 2016. O de hipertensão, no mesmo período, saiu de 22,5% para 25,7%. Em ambos os casos, o diagnóstico é mais predominante em mulheres.”

O Brasil tem demonstrado interesse, através de políticas no enfrentamento do “caso obesidade”, seja por meio da assinatura de acordos internacionais seja por meio da definição de metas em planos nacionais, como as estabelecidas no Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (PLANSAN) 2016-2019. Que entre elas estão: deter o crescimento da obesidade na população adulta; reduzir em pelo menos 30% o consumo regular de refrigerante e suco artificial (de 20,8% para 14% ou menos da população); e ampliar em no mínimo 17,8% (de 36,5% para 43%) o percentual de adultos que se alimentam com frutas e hortaliças regularmente.

Penso que, talvez, só talvez você possa estar inserido entre as pessoas que estão acima do peso, sofrendo os sintomas dessa doença que reflete sistemicamente a saúde física e mental. Tentando emagrecer definitivamente e ter uma vida saudável.

Camila Camiran, Acadêmica de Nutrição na Universidade de Cuiabá - MT

Camila Camiran, Acadêmica de Nutrição na Universidade de Cuiabá – MT

“Exatamente Cami, como posso emagrecer, fugir do efeito sanfona e levar minha saúde e meu corpo definitivamente para outro nível?”

Como ex-obesa posso afirmar que entendo suas dúvidas. Conheço a grande maioria dos pensamentos sabotadores que impedem você de prosperar na decisão de emagrecer, se exercitar e consequentemente ter uma vida mais saudável. Conheço todas as dietas que viraram moda nos últimos 20 anos e muitos medicamentos inibidores de apetite, laxativos e aqueles que impedem absorção de gordura dos alimentos. Em uma próxima oportunidade te conto minha historia.

Porém como jornalista, estudiosa em nutrição e alguém que emagreceu 16 quilos em três anos posso afirmar que nada é mais poderoso que a reeducação alimentar, as emoções relacionadas a comida e o exercício físico.

Mudar os hábitos alimentares não é tarefa fácil, não se penalize se até agora você não foi feliz nessa empreitada. Mudanças na alimentação envolvem fatores psicológicos, crenças e valores. A maneira que o individuo foi criado e o meio que ele vive hoje.  Entender a relação com o alimento, com o corpo e os motivos pelos quais se quer emagrecer é importante para um bom resultado.

Estamos diariamente em contato com uma avalanche de “informações nutricionais” na internet. Hora esclarecem e outras vezes se tornam confusas. A exemplo do ovo que durante anos foi vilão e agora tornou-se aliado do emagrecimento e até mesmo do HDL ( colesterol bom ). O leite durante anos foi fonte saudável e principal de cálcio tornou-se recentemente, para alguns profissionais da saúde, inflamatório.

Também surgem os questionamentos: Que açúcar usar? Sal do himalaia ou o rosa? Óleo de coco, de girassol ou azeite? Ah! Tem também a banha de porco, a água com limão e o tal “carbo”.

Filtrar tudo que se vê nas redes sociais, nos perfis das blogueiras fitness, no passo-a-passo da BBB famosa e aplicar no dia a dia buscando emagrecimento, mudança de composição corporal, saúde e mente sã não é tarefa fácil.  Por isso sempre recomendo um profissional nutricionista. Existem fatores fisiológicos e psicológicos que só um profissional que estudou nutrição pode identificar e conduzir você para um emagrecimento permanente e positivo.

“Mas Cami, enquanto a consulta com um nutri não chega o que eu posso fazer?”

Vamos lá! Minha experiência e vivência mostram que quando você entra em um regime alimentar, há a eminencia de que, hora ou outra, irá terminá-lo. Regimes são extremamente chatos e são difíceis de encaixar na rotina diária.  Fazendo isso, pode ter certeza que sua gordura vai voltar e normalmente com uns quilinhos a mais de bônus e se fizer uso de uma medicação vai prejudicar ainda sua saúde. Ao invés de tentar uma dieta severa, pense em mudar seus hábitos alimentares e dar início a Reeducação Alimentar.

  • Coma comida de verdade: legumes, verduras, cereais, tubérculos, frutas e carnes. Nada de embalados, enlatados,  industrializados e temperos em sachês. Sucos naturais não de caixinha. E reduza se possível à zero o consumo de açúcar e refrigerantes.
  • Faça mais refeições em quantidade menor.
  • Prepare sua própria refeição. Diminua o consumo de sal e aumente a ingesta de água.  Nutricionistas recomendam 35 ml por quilo corporal. Ex: 70 kg x 35
  • Dê preferencia a azeite e banha de porco para a cocção
  • Evite usar chás laxantes. A diarreia  provocada por eles prejudica a microbiota intestinal. Provocar evacuações diarreicas não é emagrecer saudável. Emagrecer é eliminar gordura corporal não perder líquido.
Como montar um prato saudável e completo?

Foto fonte: https://nutrisoft.com.br/como-montar-um-prato-saudavel-e-completo/

Tenha em mente que o que vai fazer você emagrecer é o conjunto do que você faz a maior parte do tempo.  Consuma, 90% do seu tempo, alimentos que nutram o corpo e faça exercícios físicos diariamente. Não existe uma ação específica que levar ao emagrecimento permanente. Porem há um conjunto de ações (alimentação saudável + exercícios diários) que levarão a um excelente resultado.  A maioria das pessoas está à espera de um chá milagroso, uma comida “que atravessou o oceano” ou um suplemento em capsulas para emagrecer ao invés de fazer o que tem que ser feito.

E lembre-se procure um nutricionista.

Camila Camiran

Sobre o autor | Website

Jornalista DRT 0001703MT Acadêmica de Nutrição na Universidade de Cuiabá - MT Apresentadora de radio nas manhãs da Capital FM - 101.9 Uma das apresentadoras do canal Fit Gourmet Brasil no Youtube Adepta da alimentação funcional e da prática de exercícios físicos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.