Gravidez Saúde e Bem Estar

Microcefalia: Consequências e Tratamentos Para o Bebê, O Que Pode Causar? Diagnóstico, tem cura?

Microcefalia: Consequências e Tratamentos Para o Bebê, O Que Pode Causar? Diagnóstico, tem cura?
5 (100%) 1 vote

A microcefalia é uma enfermidade no qual a cabeça e o cérebro das crianças são inferiores ao padrão para a sua idade, o que prejudica o seu progresso intelectual, visto que os ossos da cabeça, que ao aparecimento estão separados, se unem bem cedo, impedindo que o crânio cresça e desenvolva suas capacidades regularmente.

A criança com microcefalia, pode necessitar de precauções por toda a vida, porém isto é frequentemente ratificado após o primeiro ano de vida e irá submeter-se muito do quanto o cérebro conseguiu se reproduzir e que exigências do cérebro estão mais comprometidas.

Microcefalia: Consequências e Tratamentos

Geralmente a microcefalia é diagnosticada no momento em que a medida da cabeça da criança com um ano e três meses é menor que 42 centímetros.

Microcefalia

Microcefalia

Efeitos da microcefalia

As crianças com microcefalia são capazes de ter graves resultados como:
Adiamento intelectual;
Carência cerebral;
Imobilidade;
Convulsões;
Epilepsia;
Autismo;

Rigidez dos músculos, cientificamente chamada de espasticidade.

Independentemente de não ocorrer tratamento característico para a microcefalia, e necessário tomar algumas atitudes para diminuir os indícios da enfermidade. Geralmente a criança necessita de fisioterapia por toda a vida para se reproduzir com mais perfeição, prevenindo problemas respiratórios e até mesmo úlceras que são capazes de aflorar por ficar bastante tempo acamadas ou numa cadeira de rodas por um período muito longo.

Todas estas modificações são capazes de efetuar-se visto que o cérebro necessita de espaço para que possa alcançar o seu prolongamento absoluto, porém como o crânio não permite o desenvolvimento do cérebro, suas utilidades ficam comprometidas, afetando todo o corpo humano.

A microcefalia pode ser classificada como sendo primária no momento em que os ossos do crânio se fecham no decorrer da gravidez, até os 7 meses de gestação, o que ocasiona mais problemas ao longo a vivência, ou secundária, no momento em que os ossos se fecham na ciclo final da gestação ou posteriormente o surgimento do bebê. Entenda de maneira simples o que é microcefalia e como cuidar de um beber com este impedimento.

→Leia agora  10 beneficios do oleo de côco para a saude que você precisa saber

O que pode provocar microcefalia?

Os motivos da microcefalia são capazes de adicionar doenças genéticas ou infecciosas, explicação a substâncias tóxicas ou desnutrição. Algumas situações que podem provocar microcefalia podem consistir em:

Infecções como rubéola, citomegalovírus e toxoplasmose;
Zika através a gestação, especificamente no primeiro trimestre de gravidez. Veja como o Zika pode provocar microcefalia.
Uso de cigarro, bebida alcoólica ou drogas como cocaína e heroína através a gravidez;
Síndrome de Rett;
Intoxicação por mercúrio ou cobre;
Meningite;
Fome;
HIV afetuoso;
Doenças metabólicas na mãe como fenilcetonúria;
Aclaramento à radiação ao longo a gravidez;

Consumo de remédios em oposição a epilepsia, hepatite ou câncer, nos primeiros tres meses de gestação.

Acredita-se que infecções como dengue e febre chikungunya através da gravidez, similarmente, estejam ligadas à microcefalia.

A microcefalia, similarmente, pode ser genética e resulta em crianças que contem outras doenças como Síndrome de West, Síndrome de Down e Síndrome de Edwards, tendo como exemplo. Por causa disso, a criança com microcefalia que também tem uma outra síndrome pode ter outras peculiaridades físicas, incapacidades e também mais problemas que as crianças que contem apenas microcefalia.

Diagnóstico da microcefalia

O reconhecimento da microcefalia pode ser ponderado ao longo da gravidez, com os exames do pré-natal, como o ultrassom tendo como exemplo, e pode ser ratificado logo depois da concepção por intermédio da mensuração do porte da cabeça do bebê. Saiba mais sobre no momento em que precisa corporificar o ultrassom ao longo a gestação. Além do mais, exames como tomografia computadorizada ou ressonância magnética do cérebro, similarmente, auxiliam a adequar a profundidade da microcefalia e quais serão os possíveis resultados para o melhoria do bebê.

Microcefalia consequências e tratamento

Microcefalia consequências e tratamento

Microcefalia possui cura?

A microcefalia não possui cura visto que o agente que impossibilita o progresso cerebral, que é a coligação prematura dos ossos que forma o crânio, não pode ser separado. Se esta coligação prematuro dos ossos ocorrerem também ao longo a gravidez, os resultados são capazes de ser mais graves visto que o cérebro pouco se desenvolve, porém há casos no qual a coligação destes ossos acontece no final da gravidez ou depois do surgimento, e neste caso a criança pode ter resultados pouco graves.

→Leia agora  Ansiedade → 10 métodos comprovados que ajudam na superação

Tratamento para microcefalia

O tratamento da microcefalia não cura a enfermidade, no entanto auxilia a diminuir os resultados no progresso intelectual da criança.
Uma das capacidades do tratamento é realizar uma intervenção para afastar ligeiramente os ossos do crânio, nos dois primeiros meses de vida, para evitar a aperto do cérebro que impossibilita seu desenvolvimento. Se porventura alem da microcefalia a criança tem hidrocefalia, que é a aparência de líquido dentro do cérebro, similarmente, há a capacidade de colocar um dreno para moderar este líquido.

Além do mais, pode ser preciso utilizar remédios que auxiliam no dia a dia da criança, que atuam diminuindo os espasmos musculares e melhoram a apreensão dos músculos. A fisioterapia é indicada e pode auxiliar no progresso físico e intelectual e por causa disso, quanto mais animação dentro da fisioterapia a criança tiver, melhores serão os resultados. Dessa maneira, é sugerido realizar o maior número de sessões de fisioterapia por semana.

Além do mais, as injeções de botox em determinados músculos dos braços ou pernas são capazes de ser benéficos para amenizar a retração muscular involuntária e aumentar a atenção diária com o bebê e até inclusive as sessões de fisioterapia. O médico que acompanha os portadores de microcefalia são o pediatra e o neurologista, porém mais profissionais da saúde similarmente são importantes como psicólogo, cirurgião-dentista, clínico ocupacional e fonoaudiólogo.

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

→Leia agora  10 Benefícios do Chá Mate Para Saúde do Corpo Que Você Precisa Saber

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Elimine 5 kg em 7 diasSim! Eu Quero Emagrecer!