Saúde e Bem Estar Leidiana Torres

Fatores psicológicos que contribuem para disfunção sexual masculina

Problemas relacionados ao desempenho sexual podem acontecer em determinados momentos da vida de uma pessoa, mas existem fatores específicos que contribuem para tal. Uma das principais causas da impotência sexual são os fatores psicológicos.

Confiram a seguir quais os fatores psicológicos que contribuem para disfunção sexual masculina.

Quais os fatores psicológicos interferem no desempenho sexual?

As principais causas de disfunção erétil relacionadas a fatores psicológicos são:

Emocional: estilo de atribuição no relacionamento

Um problema ou situação sempre tem uma interpretação particular, na medida em que o homem, a mulher ou seu respectivo parceiro dão uma explicação do que aconteceu.

Por sua vez, essa explicação depende da emoção associada (angústia, tristeza, raiva, ansiedade) e, assim, uma solução é gerada ou um comportamento disfuncional é perpetuado. Ou seja, quando passamos por situações conflitantes em relacionamentos, as atribuições de culpa, sentimentos e outros, podem acabar influenciando no desempenho sexual.

Expectativas de eficiência

Este ponto é fundamental. O que uma pessoa e seu parceiro esperam de seu desempenho sexual? Se a expectativa é alta, irreal ou baseada em crenças falsas, a vulnerabilidade à disfunção é muito maior.

Distração cognitiva e foco de atenção

Em grande parte, a disfunção sexual é um tipo de distúrbio da atenção. Em vez de manter a concentração no prazer, a pessoa se concentra em seu desempenho mecânico genital, por exemplo. E é assim que ele bloqueia sua própria função sexual.  Portanto, é necessário avaliar sistematicamente o conteúdo dos pensamentos que os pacientes relatam durante a atividade sexual.

Ansiedade e humor baixo

Dada a relação entre ansiedade sexual e disfunção erétil, devemos avaliar a ansiedade antecipatória e a que ocorre durante o ato erótico. Por outro lado, pesquisas sugerem que o humor baixo está fortemente associado ao funcionamento sexual de homens e mulheres.

Comorbidades psicológicas

Alguns distúrbios psicológicos, em particular, têm uma relação direta com os distúrbios da vida sexual: estresse, depressão, transtornos de ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático.

Os quais devem ser avaliados com questionários específicos e, se necessário, abordados em primeira fase do processo de tratamento. Também é importante considerar o papel dos antidepressivos e ansiolíticos como fatores que contribuem para a disfunção sexual. Além disso, podem estar associados ao uso e abuso de álcool, nicotina e outras drogas.

Conheça os cursos gratuitos online da FBV Cursos

Tratamento para disfunção erétil relacionada a fatores psicológicos

De todos os modelos de intervenção psicológica, a terapia cognitivo-comportamental é a que demonstrou o gerenciamento de técnicas eficazes que tratam especificamente desses fatores psicológicos, dentro de um breve modelo de psicoterapia.  

De qualquer modo, nesse caso é preciso contatar o seu médico para diagnóstico e tratamento indicado.

Leidiana Torres

Sobre o autor | Website

Bacharel em Enfermagem e fundadora do Mente Sã Corpo São. Contato: [email protected]

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.