Saúde e Bem Estar Leidiana Torres

Os 10 Benefícios Do Ginkgo Biloba Para Saúde Que Você Precisa Saber

Os benefícios do ginkgo biloba para saúde incluem sua capacidade de melhorar a cognição, tratar a doença de Alzheimer e a demência, aliviar a depressão e aumentar a circulação. O uso de ginkgo ajuda a baixar a pressão arterial, melhorar a visão e a saúde do coração, ajuda a aliviar a dor, proteger o sistema nervoso, prevenir o câncer e retardar o envelhecimento. Também é usado para reduzir os sintomas da TPM, disfunção erétil, asma, hemorroidas, zumbido, vertigem, esclerose múltipla e fibromialgia.

O Que É O Ginkgo Biloba?

O extrato de Ginkgo (GBE) é derivado da antiga árvore ginkgo biloba (também conhecida como árvore de maidenhair) e tem muitos usos medicinais. Por mais de 270 milhões de anos, o ginkgo biloba conseguiu sobreviver e permanece apenas ligeiramente ameaçado. Devido à vasta utilização e de suas qualidades medicinais as árvores de ginkgo biloba são amplamente protegidas em todo o mundo.

As nozes de ginkgo, encontradas dentro de sementes de ginkgo, são consumidas em algumas culturas como iguarias, especialmente para o Ano Novo chinês, mas o uso mais comum de ginkgo é na preparação de um suplemento de ervas a partir de extratos de sementes e folhas.

O Que É O Ginkgo Biloba

O Que É O Ginkgo Biloba

Fatos Nutricionais Do Ginkgo Biloba

O ginkgo biloba é rico em compostos fenólicos, flavonoides, terpenoides e outros compostos orgânicos, dos quais derivam a extensa lista de benefícios à saúde do em corpo de uma forma geral.

Benefícios Para A Saúde De Ginkgo Biloba

Vejamos alguns dos mais importantes benefícios para a saúde em detalhe:

Reduz o zumbido

O extrato de ginkgo biloba (GBE), quando monitorado em doses adequadas, pode ser eficaz na redução do zumbido. O zumbido nos ouvidos é um sintoma de muitos problemas subjacentes, incluindo distúrbios circulatórios. Ginkgo contém antioxidantes e promove a circulação. Os flavonoides e os terpenoides protegem os nervos, os músculos do coração e os vasos sanguíneos dos radicais livres, evitando, assim, os ruídos fantasmas que irritam o ouvido.

Previne a doença do Alzheimer e demência

O ginkgo ajuda auxilia no tratamento dos que sofrem de distúrbios cognitivos, como Alzheimer e demência. Houve melhorias mensuráveis ​​na capacidade cognitiva e atividade, principalmente devido aos compostos antioxidantes em GBE, incluindo terpenoides e flavonoides. Esses componentes estimulam a atividade neural e mantêm as vias cognitivas frescas e livres da placa amiloide. Eles também ajudam na redução dos sintomas de autismo e transtorno do deficit de atenção e hiperatividade (TDAH) em crianças.

Aumenta as Habilidades Cognitivas

Estudos sugerem que o extrato de ginkgo biloba (GBE) tem uma habilidade para aumentar a memória e retenção, estimular o foco e estimular o pensamento criativo. A controvérsia, é claro, deriva se isso é um efeito placebo, uma vez que os benefícios medicinais dessa antiga planta são comumente conhecidos, mas milhões de pessoas em todo o mundo recorrem a GB para um estímulo cerebral. Também ajuda a aliviar os sintomas da esquizofrenia. De fato, uma erva incrível!

Regula o fluxo sanguíneo

Uma pesquisa mostrou que o extrato de ginkgo biloba é capaz de aumentar a dilatação dos vasos sanguíneos e estimular o fluxo sanguíneo para as extremidades do corpo, incluindo a pele e órgãos essenciais, oxigenando adequadamente todo o corpo e aumentando a energia e a força. Este aumento no fluxo sanguíneo também ajuda aqueles que sofrem de claudicação ou má circulação, permitindo-lhes caminhar longas distâncias sem dor. Muitas vezes, é tomado por pessoas que sofrem de gota que se beneficiam deste efeito anticoagulação e as propriedades anti-inflamatórias.

Trata esclerose múltipla

Extrato de Ginkgo (GBE) é muito benéfico para pessoas que sofrem de esclerose múltipla. Um estudo realizado com 22 pessoas mostrou resultados positivos e o GBE reduziu os sintomas da esclerose múltipla, incluindo a fadiga. O sistema imunológico ataca a cobertura protetora das células nervosas nessa doença. Esse dano interrompe a capacidade do sistema nervoso de se comunicar com outras partes do corpo, resultando em muitos distúrbios.

Previne a doença de altitude

Os estudos confirmaram que ginkgo biloba ajuda a evitar a doença de altura. Também conhecida como doença aguda das montanhas (AMS), esta forma de sofrimento físico é normalmente vista em pessoas que se aventuram do nível do mar a elevações superiores a 2000 metros.

Melhora a visão

A segunda razão mais comum para o uso de ginkgo biloba é seu poderoso efeito sobre a visão. Os antioxidantes presentes no ginkgo ajudam a manter o sistema ocular livre de estresse oxidativo, prevenindo a degeneração macular e a catarata. Além disso, para pessoas que sofrem de glaucoma e outros defeitos de visão, o GBE demonstrou melhorar a visão e aumentar a capacidade de visão a longa distância.

Gerenciamento de dor

Existem qualidades analgésicas suaves de ginkgo biloba, provavelmente resultantes de propriedades anti-inflamatórias nos compostos orgânicos. Em outras palavras, quando a inflamação diminui, o mesmo acontece com a dor que provoca. Isso faz com que seja uma opção popular para pessoas que estão se recuperando de ferimentos ou feridas, bem como para aqueles que sofrem de dores de cabeça crônicas.

Trata a depressão

Se você está sofrendo de depressão ou de humor crônico, ginkgo biloba pode ajudar a equilibrar os níveis hormonais e impulsionar o seu humor. Os resultados mais promissores foram observados em idosos, particularmente aqueles que sofrem de depressão como resultado de dificuldades cognitivas. Pesquisas recentes em pessoas mais jovens, que sofrem de depressão, também mostraram resultados positivos.

Ginkgo Biloba

Ginkgo Biloba

Trata Transtorno de Ansiedade Social

Ginkgo também ajuda no tratamento de transtorno de ansiedade social, devido à presença de compostos benéficos, como terpenoides e flavonoides.

Alivia a vertigem

Uma pesquisa sobre o gingko afirmou que o GBE estende seus benefícios ao tratamento dos sintomas da vertigem. Também conhecida como tontura, a vertigem é uma condição em que se sente que o ambiente se move quando, na realidade, está parado. Os ginkgolides e bilobides, que são os constituintes únicos desta erva, são responsáveis ​​por reduzir os efeitos da vertigem.

Alivia a síndrome pré-menstrual

Uma pesquisa revelou que o ginkgo biloba é eficaz no tratamento da síndrome pré-menstrual (PMS). Ele afasta as dores de cabeça, alivia a ansiedade e a fadiga, e também reduz a dor muscular que acompanha a duração da menstruação. Ginkgo também é muito benéfico para melhorar o humor das mulheres afetadas pela TPM.

Trata Disfunção Erétil

Ginkgo pode dilatar os vasos sanguíneos e melhorar a circulação sanguínea para todas as partes do corpo, incluindo os genitais, o que ajuda a melhorar a saúde reprodutiva. Tem efeitos positivos na manutenção do equilíbrio hormonal através de níveis adequados de serotonina, diminuindo assim as razões que causam a disfunção erétil. Melhora a saúde sexual, aumentando a libido.

Alivia asma

Ginkgo reduz a inflamação. Portanto, tem efeitos positivos sobre o funcionamento dos nervos. As pessoas que o utilizaram relataram uma facilidade na respiração e testemunharam sintomas menores de asma.

Trata a fibromialgia

Estudos mostraram que o extrato de ginkgo biloba, quando combinado com um composto químico coenzima Q10, que é semelhante a vitaminas, ajuda a tratar a fibromialgia. Esta doença é caracterizada por dores musculares generalizadas, acompanhadas por perda de memória, sono irregular e fadiga.

Saúde do coração

O extrato de ginkgo biloba tem sido associado à diminuição da pressão arterial e à eliminação de coágulos sanguíneos em todo o sistema cardiovascular. Esses dois efeitos, quando combinados, podem ser um grande impulso para a saúde do coração. A dilatação dos vasos sanguíneos reduz a pressão sobre o coração, enquanto a capacidade anticoagulação reduz significativamente suas chances de sofrer um ataque cardíaco ou derrame.

Prevenção de Câncer

O alto nível de antioxidantes encontrados no ginkgo biloba, incluindo a rica variedade de terpenoides, flavonoides e compostos polifenólicos, todos se combinam para eliminar os radicais livres em todo o corpo. Com uma gama diversificada de antioxidantes, o ginkgo biloba pode manter todo o corpo protegido contra doenças crônicas, principalmente câncer e doenças cardíacas, porque os radicais livres enfraquecem as paredes dos vasos sanguíneos do sistema cardiovascular.

Efeitos Colaterais De Ginkgo Biloba

Efeitos Colaterais De Ginkgo Biloba

Propriedade antienvelhecimento

Um dos usos mais populares da cultura pop do ginkgo biloba é como um segredo antienvelhecimento. Embora muitas das alegações sejam um pouco exageradas, os antioxidantes da GBE ajudam a manter a pele firme e saudável, retardando o aparecimento de rugas e outras manchas da idade, além de ajudar a acelerar a cicatrização de feridas e reduzir o aparecimento de cicatrizes.

Previne Distúrbios Nervosos

Ginkgo biloba exerce uma influência positiva sobre o sistema nervoso, acelerando o tempo de reação e redução suas chances de distúrbios do sistema nervoso. Além disso, a redução dos sintomas da doença de Parkinson e da doença de Raynaud tem sido associada ao consumo de ginkgo biloba.

Reduz os sintomas de hemorroidas

Ginkgo biloba é eficaz na redução da dor aguda causada por hemorroidas. Também alivia os sintomas de inchaço e sangramento nas veias do reto.

Dosagem Do Ginkgo Biloba

Ginkgo biloba está disponível em várias formas, que incluem comprimidos, cápsulas, extratos líquidos e folhas secas para chás. Pesquisas mostraram que 120 mg – 240 mg de ginkgo por dia são seguros para consumo, desde que tomados em doses divididas. No entanto, pode ser gradualmente aumentado após consultar um médico.

Efeitos Colaterais Do Ginkgo Biloba

Existem alguns efeitos colaterais que acompanham esta erva benéfica. A lista é a seguinte:

Tontura
Dores de cabeça
Prisão de ventre
Dor de estômago
Alergias

As reações alérgicas ao ginkgo biloba são moderadamente comuns devido à presença de ácidos ginkgólicos, que são semelhantes aos encontrados em cajus ou hera venenosa.

O uso de Ginkgo biloba não é recomendado nas seguintes condições:

Gravidez e menstruação: Evite o uso durante a gravidez e a menstruação, pois o ginkgo é anticoagulante na natureza. Além disso, evite o uso se sofrer de distúrbios sanguíneos que não permitam a coagulação do sangue.

Cirurgia: Evite usar gingko se tiver passado por uma cirurgia.

Pele sensível: As pessoas com pele sensível devem utilizar somente depois de consultar seu médico.

Apreensão: Se você tem um histórico de convulsões, tenha cuidado ao usar ginkgo.

ISRS: As pessoas que administram antidepressivos, como os ISRS, devem consultar seu médico antes de incluir o ginkgo em sua dieta.

Origem do Ginkgo

A árvore de ginkgo é o último ramo existente da divisão Ginkgophyta. Ele é nativo da China e é encontrado lá principalmente, pois é difícil produzir mudas de árvores, e algumas árvores de ginkgo têm mais de 2.500 anos de idade.

Nota: Não consumir as folhas e sementes da árvore diretamente. Tenha cuidado ao usar o ginkgo biloba pela primeira vez e sempre discuta os fatores de risco em potencial com um profissional de saúde antes de adicionar este poderoso suplemento à sua dieta.

Leidiana Torres

Sobre o autor | Website

Bacharel em Enfermagem e fundadora do Mente Sã Corpo São. Contato: leidianatdn@gmail.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

    Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
    entre em contato com o suporte.

    Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.